Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique


Centro de Direitos Humanos e Memória Popular 

Videoteca Direitos Humanos

QUESTÃO AGRÁRIA

 

2

Número: 4

Título: ROMARIA DA TERRA

Ano: 1988

Produção: TV MEMÓRIA POPULAR

Local: RN

Tempo: 35

Gravação: NTSC

· Romaria com o povo de Touros (RN) e municípios vizinhos, para lembrar a memória do lavrador assassinado Edmilson de França.

 

2

Número: 12

Título: TERRA QUEIMADA DE SANGUE

Ano: 1988

Produção: UFRJ

Local: RJ

Tempo: 22

Gravação: NTSC

· Relatos de um líder rural e de um padre que atuam na região do Araguaia, sobre a violência de que são vítimas os camponeses e trabalhadores rurais do Bico do Papagaio.

 

2

Número: 12

Título: Ó XENTE, POIS NAO

Ano: 1983

Produção: ZODÍACO/FASE

Local: RJ

Tempo: 25

Gravação: PAL-M

· Didático sobre a experiência comunitária de um grupo de pequenos agricultores no Nordeste brasileiro, que através do trabalho em mutirão conseguem enfrentar vários problemas da comunidade. As pessoas relatam sobre seu universo, abordando questões como o amor à terra, o trabalho em conjunto, a solidariedade.

 

2

Número: 12

Título: TERRA E LIBERDADE

Ano:

Produção: CEPEPO

Local: SP

Tempo: 45

Gravação: NTSC

· Histórias da luta pela terra numa perspectiva histórica do descobrimento do Brasil até os dias de hoje, com a discussão sobre a reforma agrária.

 

2

Número: 31

Título: COISAS DO BRASIL

Ano: 1989

Produção: CEDOP

Local: PB

Tempo: 29

Gravação: NTSC 

· A luta dos camponeses pela posse da terra no Gurugi II, município de Conde (PB), retrata o assassinato de camponeses e a impunidade por parte da justiça aos assassinos e aos mandantes do crime.

 

2

Número: 51

Título: TERRA PARA ROSE

Ano: 1987

Produção: SAGRES

Local: RJ/RS

Tempo: 84

Gravação: NTSC

· Rose sonha com a conquista da terra, com um futuro melhor para o seu filho. Como todas as outras mulheres das mil famílias que invadiram a fazenda Anoni, no Rio Grande do Sul, em 1985, Rose aprendeu a compartilhar seu destino com a mesma força que sonhava o desejo comum dos sem-terra. Era ela mais do que apenas ser solidária na mesma luta e Rose falou de reforma agrária enquanto amamentava o filho, fazia comida ou ajudava no acampamento. Emoção de verdade é a tônica deste documentário que traz imagens fortes, das 8 mil pessoas e enfrentaram o frio, a fome e as tropas militares enquanto lutavam por um pedaço de terra para plantar.

 

2

Número: 59

Título: TRIBUNAL DA TERRA

Ano: 1986

Produção: CUT/NACIONAL

Local: PA

Tempo: 45

Gravação: NTSC

· Mostra a manifestação de apoio aos sem-terra da Amazônia, massacrados e chacinados, através de um julgamento simbólico dos latifundiários, multinacionais e Estado.

 

2

Número: 64

Título: CANTO DA TERRA, O

Ano: 1991

Produção: CASA DE CINEMA

Local: RJ

Tempo: 52

Gravação: NTSC

· Primeiro documentário a constituir um largo painel da paisagem e da história brasileira. Filmado ao longo de todo o país, examinando os ângulos da questão fundiária, suas ligações com a agricultura e as graves conseqüências para com o atual estágio do desenvolvimento da concentração econômica brasileira desde suas origens no “desenho fundiário” - herança da descoberta da colonização – até a irreprimível explosão da violência no campo nos dias de hoje. Está estruturada em três blocos, subdivididos em cantos: o primeiro “descobre” o tema da terra e seus personagens, enfocando o problema propriamente fundiário; o segundo analisa o uso da terra, estudando, portanto, a economia agrícola; o terceiro apresenta a violência gerada pela concentração estudada nos dois primeiros. Editada de maneira clara, rica em dados e gráficos, visa uma maior facilidade no uso didático, oferecendo um surpreendente material educativo para escolas, sindicatos e universidades.

 

2

Número: 131

Título: DE QUEM É A TERRA?

Ano: 1992

Produção: OAB FEDERAL

Local: DF

Tempo: 59

Gravação: NTSC 

· Realizado pela OAB - Ordem dos Advogados do Brasil, refletindo amplo estudo sobre a questão agrária no Brasil, que explode através da violência no campo.

 

2

Número: 138

Título: CALIFÓRNIA À BRASILEIRA

Ano: 1991

Produção: CEDI

Local: SP

Tempo: 24

Gravação: NTSC

· Em 1990, a região de Ribeirão Preto (SP) foi apresentada ao país como a “Califórnia Brasileira”, constituindo a agroindústria canavieira uma das principais atividades econômicas da região. Este filme apresenta uma outra versão da mesma realidade regional. Não se trata de questionar os indicadores econômicos frente às câmeras, os cortadores descrevem suas precárias condições de vida. As fortes imagens das máquinas substituindo os homens no corte da cana, confrontadas com as da violenta repressão policial durante a histórica greve de Guariba, são inquietantes. Um convite à reflexão acerca da prática sindical, levando em conta os efeitos da modernização tecnológica e das estratégias patronais de subordinação dos trabalhadores. Uma discussão mais geral: o que é o moderno e o atrasado no velho “Brasil Novo?” é outro questionamento que a fita traz.

 

2

Número: 143

Título: RIO MARIA - TERRA DA MORTE ANUNCIADA

Ano: 1991

Produção: CÂMERA 4

Local: SP

Tempo: 38

Gravação: NTSC

· Rio Maria, no sul do Pará, tornou-se símbolo da violência no campo. Milhares de trabalhadores rurais brasileiros foram mortos na última década na luta por um pedaço de chão para viver, plantar e colher. A terra da morte anunciada, como é conhecida a cidade de Rio Maria, foi palco, de março de 1982 a abril de 1992, da morte de sete líderes sindicais; dois deles eram presidentes do mesmo sindicato de trabalhadores rurais. Um após o outro, com aviso prévio. Nesta vídeo está o drama de quem vive esperando a morte, fruto da ganância e de uma estrutura agrária injusta e amarga.

 

2

Número: 191

Título: CAPITANIAS HEREDITÁRIAS

Ano: 1989

Produção: KUPERMAN, MÁRIO

Local: RJ

Tempo: 26

Gravação: NTSC

· Citações de viajantes que aqui estiveram entre os séculos XVI e XIX e já puderam o mau uso da terra. Depoimentos de especialistas sobre a questão fundiária no Brasil, os problemas políticos e sociais decorrentes desta estrutura ocupam a Segunda parte do programa – a capanagem, o coronelismo, os fluxos migratórios e seus reflexos sobre os processos eleitorais, são algumas questões tratadas.

 

2

Número: 222

Título: TERRA, TRABALHO E CIDADANIA

Ano: 1994

Produção: FASE/AL

Local: AL

Tempo: 24

Gravação: NTSC 

· A realidade da cultura canavieira na região Nordeste do Brasil, desde a colonização, passando pela questão das Ligas Camponesas, o golpe de 1964, a Julião e do geógrafo Corrêa de Andrade, entre outros.

 

Volta inicial

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar