O Comitê RN
 Atividades
 Linha do Tempo
 ABC Reprimidos
 ABC Repressores
 Comissões IPMs
 BNM Digital no RN
 Coleção Repressão
 Coleção Memória
 Mortos Desaparecidos
 Repressão no RN
 Acervos Militantes
 Bibliografia RN
 RN: Nunca Mais
 Áudios
 Videos
 Galerias
 Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Rede Mercosul
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique

Comitê Estadual pela Verdade, Memória e Justiça RN
Centro de Direitos Humanos e Memória Popular CDHMP
Rua Vigário Bartolomeu, 635 Salas 606 e 607 Centro
CEP 59.025-904 Natal RN
84 3211.5428
enviardados@gmail.com

Envie-nos dados e informações:
DHnet Email Facebook Twitter Skype: direitoshumanos

 

Comissões da Verdade Brasil | Comissões da Verdade Mundo
Comitê de Verdade Estados | Comitê da Verdade RN

Inicial | Reprimidos RN | Mortos Desaparecidos Políticos RN | Repressores RN

Militantes Reprimidos no Rio Grande do Norte
Raimundo Ubirajara de Macedo

Livros e Publicações

No Outono da Memória
O Jornalista Ubirajara Macedo Conta a História da Sua Vida
Nelson Patriota, 2010

13. Algumas homenagens

A vida não foi avara comigo, pois me permitiu realizar coisas que, para mim, foram de um valor incalculável. Por exemplo, publiquei dois livros, ambos abordando temas ligados a aspectos essenciais da minha vida. O primeiro, “...e lá fora se falava em liberdade”, em 2001, tinha como motivo a amarga experiência das prisões de inspiração nazista a que fui submetido durante a ditadura de 64. O lançamento do livro, que aconteceu na Capitania das Artes, coincidiu com o recebimento do título de Cidadão Natalense, outorgado pela Câmara de Vereadores de Natal, proposto pelo vereador Emilson Medeiros. A comenda destacava o meu trabalho como jornalista e significou para mim uma reparação à perseguição política que sofri no passado. Por coincidência, recebi esse título no dia em que lancei meu livro “...e lá fora se falava em liberdade”.

O segundo livro foi “Clambom: um clube em defesa da boa música”, em 2008. Além de ter tido uma boa repercussão, considerando que vendemos mais de 100 exemplares no lançamento, contar a história do Clambom era um projeto antigo, que eu compartilhei com o meu companheiro de diretoria do clube na época, Pedro Cavalcanti.

Outra demonstração de reconhecimento público ao meu trabalho me foi feita em 2007, quando a Fundação José Augusto, através do seu presidente François Silvestre, me homenageou, dando ao largo situado no terreno do prédio dessa fundação o nome de “Largo Jornalista Ubirajara Macedo”.

Bem antes disso, em 1983, o Sindpetro (Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Norte0 me condecorou com a Medalha Euzébio Rocha, ao mesmo tempo em que uma reportagem de minha autoria, intitulada “Petrobras, última barreira de uma soberania ameaçada”, arrebatava o primeiro lugar num concurso estadual promovido por aquele sindicato. Lembro que o deputado Euzébio Rocha foi um dos parlamentares que mais lutou para que o sonho da criação da Petrobrás virasse realidade.

Em 1993, ganhei o prêmio Oswaldo Fortes do Rego, criado pelo sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações, presidido, à época, por Gileno Augusto Menezes Cabral Fagundes.

Em dezembro de 2007, o Centro de Direitos Humanos e Memória Popular –CDHMP, e a Rede Estadual de Direitos Humanos-RN me concederam o “Prêmio Estadual de Direitos Humanos Emmanuel Bezerra dos Santos”, por minha “reconhecida atuação na defesa e promoção dos Direitos Humanos, na luta pelas liberdades democráticas e pelo direito intransigente à vida”. A comenda traz a assinatura do presidente do CDHMP, Roberto Monte.

Em reconhecimento ao trabalho que fiz no Clambom, recebi muitas homenagens desse clube. Dentre elas, cito especialmente a inauguração de um painel, denominado “Painel Ubirajara Macedo” contendo as fotografias dos ex-presidentes do Clambom.

Outra homenagem muito honrosa que recebi foi dada pela Fundação José Augusto, com a criação, em 2008, do “Prêmio Cultural para a Terceira Idade Ubirajara Macedo”. E, pasmem, virei nome de crepe, uma homenagem dos amigos proprietários do “Crepe do Sobradinho”, especializado em crepes, localizado na Rua Mipibu, esquina com a Avenida Afonso Pena. Seus nomes são Namir Strejevitch e Isabela Cabral Bezerra.

O curioso desse restaurante, é que todos os crepes homenageiam celebridades nacionais e potiguares, dentre estes, Câmara Cascudo, Zila Mamede, Auta de Souza e Valério Mesquita. Confesso, porém, que estou em débito com o crepe que leva meu nome porque é feito à base de camarão e, por enquanto, estou de dieta de crustáceo. Estou liberado, contudo, para comer massas em geral. Assim, sempre que vou lá não deixo de pedir um “Elis Regina”, ou um “Adriana Calcanhoto”, duas celebridades da nossa música que estão, por sinal, entre as minhas favoritas.

Mas a maior homenagem que eu poderia pretender foi encontrar, no meio do caminho da minha vida, a companheira de todos os dias, aquela que sonha comigo os grandes e pequenos projetos da vida, cúmplice de tudo de bom que a vida nos tem dado. Seu nome é Maria de Lourdes Pereira de Macedo, a minha Lourdinha.

Pertenço a algumas instituições, dentre as quais destaco a Associação Norte-Rio-Grandense de Anistiados, que tem como presidente o sindicalista e escritor Mer Medeiros, presidente da Associação Norte-Rio-Grandense de Anistiados, do qual faço parte.

^ Subir

< Voltar

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar
Comitês de Educação em Direitos Humanos Estaduais