Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique

   

DIREITOS DO PACIENTE TERMINAL

 

Tenho o direito de ser tratado como pessoa humana até que eu morra.

Tenho o direito de ter esperança, não importa que mudanças possam acontecer.

Tenho o direito de ser cuidado por pessoas que mantêm o sentido da esperança, mesmo que ocorram mudanças.

Tenho o direito de expressar à minha maneira, sentimentos e emoções diante da minha morte.

Tenho o direito de participar das decisões referentes a meus cuidados e tratamentos.

Tenho o direito de receber cuidados médicos e de enfermagem mesmo que os objetivos "de cura" muidem para objetivos "de conforto".

Tenho o direito de não morrer sozinho.

Tenho o direito de ser aliviado na dor e no desconforto.

Tenho o direito de que minhas questões sejam respondidas honestamente.

Tenho o direito de não ser enganado.

Tenho o direito, ao aceitar a minha morte, de receber ajuda de meus familiares e que estes também sejam ajudados.

Tenho o direito de morrer em paz e dignidade.

Tenho o direito de conservar minha indi?????l?????vidualidade e não ser julgado por minhas decisões que possam ser contrárias às crenças dos demais.

Tenho o direito de discutir e aprofundar minha religião e/ou experiências religiosas, seja qual for seu significado para os demais.

Tenho o direito de esperar que o meu corpo humano seja respeitado.

Tenho o direito de ser cuidado por pessoas sensíveis, humanas e competentes que procurarão compreender e responder às minhas necessidades e me ajudem a enfrentar a morte e garantir minha privacidade.

Texto resultado de um seminário sobre Paciente Terminal, como ajudá-lo, em Lansing, Michigan, EUA - (p.210) - in:- Padre Leocir Pessini - Bioética

Eutanásia e América Latina - Questões ético-teológicas

Sendo a eutanásia uma postura de morte, de vida abreviada, cortada, na América Latina nos defrontamos com a morte individual, sim, uma vez que somos todos mortais, mas também com a morte coletiva de milhões que são condenados a simplesmente sobreviver muito mal (...) São os eutanasiados socialmente. (p.130)
É a partir desta compreensão da eutanásia como abreviação da vida frente a uma situação insustentável de sofrimento que nos perguntamos sobre qual o sentido ético da eutanásia num contexto de Terceiro Mundo, especialmente América Latina e Brasil, onde nos deparamos não apenas com a morte de alguns no contexto médico-hospitalar, mas de milhoes de seres humanos condenados … morte antes do tempo a nivel de sociedade. (p.160)

 

Fórum Poesia & Cidadania
?????l?????

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar