Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique

   

Experiências com Oficinas de Ensino

 

Vera Maria Candau

 

Educar na perspectiva de Direitos Humanos em um contexto social como o brasileiro e o latino-americano, profundamente marcados por processos sociais que reforçam a exclusão e a marginalização social e cultural, é uma tarefa complexa e, para alguns, impossível. Procurar que a teoria e a prática sejam transformadas pela cultura de Direitos humanos não pode ser reduzida a uma mera questão de informação e debate intelectual. Trata-se de uma perspectiva que afeta os diferentes âmbitos em que se desenvolve a nossa vida, desde a família até a participação nos movimentos da sociedade. Por outro lado, conteúdo e método estão intimamente interrelacionados no desenvolvimento em Direitos Humanos.

A partir dessas preocupações básicas, o Programa Educação, promovido pelo Projeto Novamerica, vem realizando desde de 1991 um processo sistemático com a finalidade de trabalhar a escola como um espaço em que se formam crianças e jovens como construtores ativos da sociedade em que vivem e exerçam a sua cidadania. Nossa preocupação básica é com a formação de educadores que sejam promotores dos Direitos Humanos na escola e nos distintos espaços sociais que se constroem com suas vidas.

A busca de uma metodologia que fosse coerente com estes princípios e inquietudes nos levou a privilegiar uma determinada estratégia formativa: as oficinas pedagógicas. Para Reyes "a oficina se concebe como uma realidade integradora, complexa e reflexiva, em que a relação teoria-prática é a força motriz do processo pedagógico, orientando uma comunicação constante com a realidade social e como um grupo de trabalho altamente participante, no qual cada um é um membro a mais do grupo e dá a sua contribuição específica."  (in: Betancourt. AM. Ell Taller Educativo. 1991. P21.).

Com esta metodologia, os participantes são louvados a confrontar sua prática cotidiana com as questões que envolvem a problemática atual dos Direitos Humanos no Brasil e na América Latina. Pretende-se que as oficinas colaborem para reforçar a conscientização e a dimensão ética, assim como para aprofundar o compromisso sócio-político inerente à luta pelos Direitos Humanos, visando construir sociedades verdadeiramente democráticas, justas, solidárias e fraternas. Trata-se de um espaço de construção coletiva de um saber, de análise da realidade, de intercâmbio de experiências e de exercício concreto dos Direitos Humanos. A atividade, a participação, a socialização da palavra, a vivência de situações concretas através de sociodramas, a leitura e discussão de textos, a análise de fatos e depoimentos, a realização de vídeo-debates, o trabalho com distintas expressões culturais são elementos presentes na dinâmica das oficinas.

As oficinas se desenvolvem através de diferentes momentos. Parte-se de uma dinâminca de acolhida que visa promover o reconhecimento mútuo e facilitar a interação entre os participantes. Procura-se provocar um movimento em que a análise possa ser aprofundada, sempre em articulação com suportes teóricos diversificados. A preocupação pela concretização de compromissos que levem a trabalhar na prática cotidiana as aspectos abordados está presente no desenvolvimento de todas as oficinas.

As oficinas se desenvolvem através de diferentes momentos. Parte-se de uma dinâmica de acolhida que visa promover o reconhecimento mútuo e facilitar a interação entre os participantes. Procura-se provocar um movimento em que a análise seja aprofundada, sempre em articulação com suportes teóricos diversificados. A preocupação pela concretização de compromissos que levem a trabalhar na prática cotidiana os aspectos abordados está presente no desenvolvimento de todas as oficinas.

O primeiro livro publicado pela equipe do programa Oficinas Pedagógicas de Direitos Humanos (Rio de Janeiro. Vozes/1995) recolhe as oficinas realizadas com professores buscando desenvolver o primeiro ciclo de formação e fundamentação constituído por quatro oficinas. Este ciclo já foi amplamente testado em diferentes ocasiões e abarca os seguintes temas:

 

Direitos Humanos e Educação: Uma proposta de trabalho;

A Declaração Universal dos Direitos Humanos e a Declaração do Direito dos Povos: Desafios para a Educação;

Direito da Criança, educação e escola;

Direitos Humanos, educação e transformação social.

 

Ultimamente acrescentamos uma Quinta oficina: Neoliberalismo, Educação e Direitos Humanos, que aborda o problema das reformas educativas que vêm sendo implantadas nos diferentes países latino-americanos a partir dos Direitos Humanos.

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar