Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique

Militantes Brasileiros dos Direitos Humanos
João Baptista Herkenhoff

Bispo da Paraíba, do Espírito Santo, da América Latina

Dom Luís Gonzaga Fernandes, que foi Bispo de Campina Grande durante vinte anos, não se inscreveu apenas na História da Igreja no Estado da Paraíba, mas também na História da Igreja no Estado do Espírito Santo. E também na História da Igreja na América Latina. Foi um Bispo com olhos abertos para o mundo e dotado de elevadíssimo espírito ecumênico.

Antes de ser designado para Campina Grande, Dom Luís atuou em Vitória. Parece-me muito inspirada a iniciativa capixaba de celebrar sua memória através da criação de um prêmio anual com seu nome. Conhecendo, como conheci, o jeito nordestino, o espírito prático e o empenho pastoral de D. Luís, imagino que não lhe agradaria uma homenagem póstuma que se centrasse apenas na pessoa dele, sem qualquer repercussão social. O Prêmio D. Luís Fernandes é o oposto disso. Cada ano sua concessão tem como objetivo reverenciar obras, destacar vidas e ações como exemplo para a coletividade.

Neste ano foram consagrados Nestor Cinelli, D. Aldo Gerna e a Pastoral dos Meninos de Rua.

Nestor Cinelli recebeu a homenagem “em memória”. Advogado competente e probo, dedicou-se apaixonadamente à defesa dos marginalizados servindo gratuitamente e sem esmorecimento às causas, principalmente coletivas, dos oprimidos, dos sem direito, dos sem nome, através da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Vitória. Nestor Cinelli foi também o criador e o dirigente, por longos anos, da Livraria Âncora, um símbolo de cultura e um marco histórico no desenvolvimento intelectual do Espírito Santo.

Dom Aldo Gerna, Bispo de São Mateus, no norte do Espírito Santo, integra aquele elenco de Bispos que deram nova face à Igreja capixaba, brasileira e latino-americana. Desde o início do cumprimento de seu múnus pastoral firmou compromisso de fé e de vida com a libertação do povo de Deus. Libertação porque se trata de romper grilhões que escravizam, suprimir abismos que impedem o povo de ser gente, construir pontes que, antes de levar ao Céu, garantam ao povo de Deus dignidade, reconhecimento, esperança. É fácil assumir uma empreitada dessa no plano meramente teórico. Difícil é abraçar esta causa, no cotidiano, com todas as conseqüências do enfrentamento em face de pessoas, instituições e circunstâncias que se opõem ao projeto libertador. Foi essa dedicação de cada dia, sem medir conseqüências pessoais aflitivas, que sempre marcou os passos e os vôos de Dom Aldo Gerna.

A Pastoral dos Meninos de Rua é uma obra coletiva integrada por um grupo de apóstolos da ação que professam as mais diversas crenças religiosas. Não se trata da Pastoral das crianças ricas ou de classe média porque estas já têm, no seio da própria família, as condições de crescimento. Trata-se de uma Pastoral que volta sua vista e seus cuidados para as “crianças de rua”. É lastimável que se tenha, num país, “crianças de rua” como categoria social. Mas esta é a verdade e “crianças de rua” nós temos, como fenômeno vergonhoso, não para as crianças, que não têm culpa disso, mas para nós que não nos indignamos, que calamos, por comodismo, a “ira santa” que devia explodir diante dessa aberração. Busquemos um pouco de indulgência diante da omissão coletiva apoiando e aplaudindo, pelo menos, a Pastoral dos Meninos de Rua e outras iniciativas e ações que, nos mais diversos espaços do território brasileiro, tenham objetivo semelhante.

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar