Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique


DIREITO À SAÚDE

( art. 25 da Declaração Universal dos Direitos Humanos)

"A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação."

Constituição da República Federativa do Brasil, artigo 196.

SUGESTÕES

Esta atividade pode ser desenvolvida, por exemplo, nas disciplinas de Educação Física e Ciências Naturais.

  • A sala de aula pode ser decorada com cartazes nas paredes que contenham dados sobre a situação da saúde obtidos em pesquisa pelos próprios alunos.
  • visitas a unidades de saúde de bairros e conversa com os trabalhadores do local sobre os problemas que vivem e a organização e recursos com que tentam enfrentá-los.
  • recolher testemunhos de alguns professores que trabalham com crianças que sofrem de desnutrição. Que consequências há para a vida delas e para a aprendizagem escolar?
  • Conversar com alguns assistentes sociais que trabalham nos nossos hospitais sobre os principais problemas dos enfermos que recorrem à sua orientação.
  • Um dos fatores mais importantes que condicionam a saúde é o trabalho. Permanecemos no local de trabalho pelo menos um terço da nossa vida, e se este se realiza em condições deficientes, a saúde se ressente e enfraquece. Algum educador especializado em segurança do trabalho poderia ajudar o grupo a melhor apreender estes aspectos.
  • O meio ambiente, o urbanismo, o planejamento urbano e outros fatores influem de maneira decisiva na nossa saúde. Pode-se realizar uma visita a um bairro, com certas pautas de observação previamente definidas, a fim de tentar descobrir todos os elementos que podem estar influindo na saúde dos que moram ali.
  • Na prática, o direito à saúde passa pelo direito ao atendimento sanitário a toda a população, sem discriminação de nenhum tipo. Na nossa sociedade, como em outras, há marcada tendência à discriminação de determinados grupos de cidadãos: os doentes mentais, os presos, os toxicômanos, os aleijados, os velhos, as crianças portadoras de deficiência. A visita a algumas instituições que tentam atendê-los e a conversa com o pessoal que trabalha com eles pode nos ajudar a captar as carências e os enormes problemas que existem para atender dignamente a estes seres humanos.
  • Estimular a discussão com base na pergunta: Como grupo, como podemos nos comprometer para mudar a realidade da saúde no nosso país? Solicitar que cada participante escreva, num papel em forma de curativo, o seu compromisso, para, em seguida, colar sobre o mapa da Brasil.

volta menu

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar