Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique

 

Literatura e Direitos Humanos: Questões para aplicação à Literatura, Materiais Pedagógicos e Media[1]

 

As questões seguintes ajudam a analisar diferentes tipos de materiais do ponto de vista dos direitos humanos. Aqui incluem-se: os textos literários (e. g. poesia, ficção, não-ficção); os textos educacionais (e. g. livros de textos, manuais escolares); a comunicação social (e. g. imprensa, imagens electrónicas, revistas, filmes, televisão); a publicidade (e. g. frases rimadas, frases publicitárias) e as publicações comerciais (e. g. literatura promocional, panfletos, logotipos, anúncios).  

Procedimentos  

Parte A: Questões  

1. Que temas relacionados com os direitos humanos são abordados nesta obra?  

- Quais são os direitos humanos em destaque?

- Existe alguma oposição relativamente aos direitos humanos?

- Os direitos humanos são negados? Quem é o responsável por este abuso?

- Quem actua em defesa dos direitos humanos? Como? Porquê?

- Quem não age em defesa dos direitos humanos? Porque não?

- Quais os artigos específicos da DUDH que estão em questão?  

2. A defesa dos direitos humanos é feita, nesta obra, através de que acção?  

- O acto de defesa dos direitos humanos de alguém constitui, por si, uma violação dos direitos de outrem?

- A acção é eficaz?

- A acção é violenta? Teria sido possível uma resposta não-violenta?

- De que forma é que uma acção diferente teria contribuído para alterar o resultado?

- A acção determinará, a longo prazo, uma mudança nas vidas das pessoas? E da sociedade?  

3. O que nos diz esta obra a respeito da dignidade humana?  

- De que forma é que a dignidade humana é afirmada? E diminuída?

- Há alguma figura em especial que personifique a dignidade humana?

 

4. O que nos diz esta obra sobre a responsabilidade individual para com a defesa dos direitos humanos? E acerca da relação entre direitos e responsabilidade?

 

5 . Do ponto de vista do papel transformador que desempenham, qual a importância, na obra, dos seguintes factores:  

- compaixão;

- consenso;

- capacidade de auto-expressão;

- silêncio; - colaboração com o( s) perpetrador( es) ou agressor( es);

- colaboração com o( s) defensor( es) dos direitos;

- ter acesso à informação e/ ou educação;

- compreensão e/ ou empatia para com pessoas com valores e maneiras de viver diferentes.  

6 . A obra põe em contraste as necessidades individuais relativamente às necessidades da maioria e/ ou da sociedade?  

- O que nos diz a obra acerca da relação entre o indivíduo e a sociedade? E acerca da relação entre o indivíduo e o Estado?  

7. Existem problemas semelhantes relacionados com os direitos humanos no seu país? E na comunidade, vizinhança, escola ou sala de aula?  

- Quais os direitos humanos exercidos?

- Existe alguma oposição relativamente a certos direitos humanos?

- Que direitos acha que devem ser protegidos?

- Quais os artigos específicos da DUDH que estão em questão?  

8. Como poderá actuar em defesa dos direitos humanos na sua comunidade?  

- Com quem iria falar? O que diria?

- Que tipos de acções seriam eficazes e adequadas? Quais não seriam?

- Já foi tomada alguma iniciativa?

- É possível estabelecer ligação com outras pessoas para chamar a atenção sobre estes problemas? Nomeadamente, com quem?  

Parte B: Sugestões para Actividades  

1. Realize uma pesquisa sobre um autor. Há alguns acontecimentos, pessoas ou lugares que tenham contribuído especialmente para formar a sua opinião sobre os direitos humanos?  

2. Participe numa discussão em grupo sobre um filme. Fonte: Nancy Flowers, Human Rights Educators' Network, Amnesty International USA.  

Lista de obras literárias no âmbito dos Direitos Humanos Poesia  

Anna Akmatova, "Requiem"

W. H. Auden, "The Unknown Citizen"

Dennis Brutus, "Cold"; "Letter to Martha"

Nina Cassian, "They Cut Me in Two"

Ariel Dorfman, "Hope"

Nazim Hikmet, "From a Man in Solitary"

Philip Lopate, "Solidarity With Mozambique"

James Sheville, "Confidential Data on the Loyalty Investigation of Herbert Ashenfoot"  

Romances  

Isabel Allende, "The House of the Spirits"

Mulk Raj Anan, "Untouchable"

Manlio Argueta, "One Day of Life"

Margaret Atwood, "The Handmaid's Tale"

Ray Bradbury, "Fahrenheit 451"

Anthony Burgess, "A Clockwork Orange"

J. M. Coetzee, "Waiting for the Barbarians"”

Joseph Conrad, "Nostromo"

Ariel Dorfman "My House is on Fire"

Ralph Ellison "Invisible Man"

Nawai El Saadawi "God Dies by the Nile"

Louise Erdrich "Tracks"

Eduardo Galeano "Memory Of Fire Trilogy"

Gandopadhyay "Arjun"

Nadine Gordimer "July's People"

Jessica Hagedorn "Dogeaters"

Bessie Head "When Rain Clouds Gather"

Aldous Huxley "Brave New World"

Franz Kafka "The Trial"

Joy Kogawa "Obasan"

Arthur Koestler "Darkness at Noon"

Bernard Malamud "The Fixer"

Toni Morrison "Beloved"

Bharati Mukerjee "Jasmine"

George Orwell "Animal Farm", "1984"

Alexander Solzhenitsyn "One Day in The Life of Ivan Denisovitch"

John Steinbeck "The Grapes of Wrath" Mildred Taylor "Roll of Thunder, Hear My Cry"

Lawrence Thornton "Imagining Argentina"

Vasilis Vassilikos "Z"

Richard Wright "Native Son"

Emile Zola "Germinal"

 

Peças de Teatro

 

Jean Annouilh "Antigone"

Bertholt Brecht "Galileo"

Andre Brink "A Dry White Season"

Arthur Miller "The Crucible"

Sophocles "Antigone"

 

Biografia e não- Ficção

 

Maya Angelou "I Know Why the Caged Bird Sing"

Nien Ching "Life and Death in Shanghai"

J. D. Criddle "To Destroy You Is No Loss: The Odyssey of Cambodian Family"

Carolina Maria Jesus "Child of the Dark"

Vaclav Havel "Letters to Olga"

Arthur Koestler "Spanish Testament"

Nelson Mandela "Long Walk to Freedom"

Rigoberta Menchú "I, Rigoberta Menchú"

Pablo Neruda "Nobel Prize Acceptance Speech: Toward the Splendid City"

George Orwell "Selected Essays"

Alicia Partnoy "The Little School"

Irina Ratushinskaya "Grey is the Color of Hope"

Moylda Szymuciak "The Stones Cry Out, A Cambodian Childhood, 1975- 1980"

Jacob Timerman "Prisoner without a Name, Cell without a Number"

Elise Wiesel "Night"

Harry Wu "Bitter Wind"

Malcolm X "The Autobiography of Malcolm X"

 

Fonte: Consultar lista anotada de obras para a Educação em matéria de Direitos Humanos em "Teaching Human Rights through Literature", Amnesty International, USA's Human Rights Education Resource Notebook Series.

 



[1] Esta actividade foi traduzida e adaptada do site http://www.hrusa.org/hrh-and-n/Part-3/Activity-13.htm  e corresponde à actividade 13- Literature and Human Rights: Questions to Apply to Literature, other Texts and Media.

 

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar