Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique

Cartilha de Direitos Humanos
Ricardo Balestreri

Por que Direitos Humanos?
Vivemos em um mundo que, teoricamente, teria riqueza para todos, oportunidades para todos, bem-estar para todos. Vivemos em país que está entre os mais ricos deste mundo rico.

Apesar disso, a maior parte da humanidade se arrasta na miséria, na fome, na ignorância. No Brasil, somente uns quinze por cento da população exercem razoavelmente seus direitos à boa alimentação, boa moradia, bom emprego, bom salário, bom acesso à escola de qualidade, bom lazer. Para a maior parte desses quinze por cento, mesmo assim, o preço é muito alto: jornadas exaustivas de trabalho, contas intermináveis a pagar, pouco tempo com os filhos, pressões de toda ordem, “necessidades” impostas desde fora, que vão alienando as pessoas de suas próprias vidas.

Aos pobres e miseráveis resta, onipresente, a mesma ideologia consumista a ser assimilada, professada e sonhada, mas na incompreensão e na dor da exclusão do consumo, sem, sequer, o básico para uma vida digna.

Como chegamos à esse paradoxo cruel, de um mundo rico em natureza e também em matéria transformada, construído e mantido por trabalhadores pobres? Pior, como chegamos, mais contemporaneamente, a um modêlo onde, cada vez mais, o foco se concentra no consumo e não na produção (a cada dia mais mecanizada), “prescindindo” cada vez mais de mão-de-obra, e gerando, entre outros fatores, um fenômeno crescente de desemprego que não é só conjuntural mas, sobretudo, estrutural? Como podemos ingressar tão rápida e passivamente em tal sistema desumano de “prescindência”, em que os pobres não são mais necessários, em que uma minoria pode viver, produzir e consumir, por si e para si mesma, e bastar-se?

É em contraposição a esse roteiro dramático que a causa dos direitos humanos precisa oferecer a alternativa de um script novo, de uma história humanizada e humanizante, de um papel digno e confortável para todos.

< Voltar

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar