Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique


Centro de Direitos Humanos e Memória Popular 

Videoteca Direitos Humanos

DIREITOS HUMANOS

 

2

Número: 1

Título: HUMILHAÇÃO E A DOR, A

Ano: 1986

Produção: TAPIRI/CJP-SP

Local: SP

Tempo: 30

Gravação: NTSC

· A violência policial, corrupção e tortura. Discussões sobre a pena de morte.

 

2

Número: 1

Título: EM NOME DA SEGURANÇA NACIONAL

Ano: 1984

Produção: TAPIRI/CJP-SP

Local: SP

Tempo: 48

Gravação: NTSC

· Baseado no Tribunal Tiradentes, que julgou e condenou a Lei de Segurança Nacional, aquela que a ditadura militar transformava brasileiros em “inimigo interno”.

 

2

Número: 41

Título: QUE BOM TE VER VIVA

Ano: 1989

Produção: MARAT, LÚCIA

Local: SP

Tempo: 100

Gravação: NTSC

· Um personagem anônimo, interpretada por Irene Ravache, junta os pedaços de um emocionante desabafo feito por ex-presas políticas, que reconstitui o Brasil de 20 anos atrás, apesar de humilhadas e torturadas durante a época da ditadura. Elas conseguiram sobreviver lúcidas e participantes em uma sociedade que se manteve omissa. Através do enfoque de Lúcia Marat, o filme desvia da violência explícita e torna-se um relato emocionante dessas mulheres corajosas. O vídeo discute a tortura, a guerrilha e a violência dos anos 70.

 

2

Número: 52

Título: DÉCADA DE LUTAS

Ano: 1992

Produção: TV MEMÓRIA POPULAR/MND

Local: RN

Tempo: 14

Gravação: NTSC

· Revela a trajetória do MNDH-Movimento Nacional dos Direitos Humanos no país, a partir de imagens fortes e de um roteiro pouco convencional. Tem-se como fio condutor uma reunião de militantes dos Direitos Humanos, que preparam a comemoração. As intervenções, os comentários, acrescidos das Dramatizações que ilustram os temas em debate dão uma certa leveza e bom humor à linguagem utilizada ao ser apresentado na comemoração dos 10 anos do MNDH (no Teatro Dulcina, em Brasília), o vídeo deixou os presentes bastante entusiasmados e mereceu o seguinte comentário de Luis Inácio Lula da Silva: “O filme retrata de forma fantástica a luta pela cidadania e o direito à vida”.

 

2

Número: 53

Título: DIREITO ACHADO NA RUA, O

Ano: 1991

Produção: CPCE/UnB

Local: DF

Tempo: 22

Gravação: NTSC

· Quando se fala em direito, normalmente a primeira coisa que vem à cabeça são leis. Mas nem todos os direitos estão traduzidos em leis. Um direito pode estar fora da lei e até mesmo contra a lei. A lei escrita é apenas um dos aspectos do direito. Expressão dos anseios da sociedade e não simplesmente da organização estatal, o direito evolui a reboque das transformações sociais e aí a rua surge como o espaço de construção de novos direitos.

 

2

Número: 56

Título: EMMANUEL BEZERRA DOS SANTOS – RETORNO AO RN

Ano: 1992

Produção: TV MEMÓRIA POPULAR

Local: RN

Tempo: 23

Gravação: NTSC

· Colagem de imagens do retorno do ex-desaparecido político do RN, com imagens desde o aeroporto, a carreata, as homenagens na Casa dos Estudantes e o seu retorno ao solo natal, São Bento do Norte, onde uma incalculável multidão homenageia seu conterrâneo, violentamente torturado e trucidado pela ditadura militar brasileira. Cenas de fortes emoções segundo Maria Amélia de Almeida Telles (Amelinha), “eu precisava ver uma coisa desta na minha vida”, relatando aquela que foi a mais apoteótica volta de um desaparecido político a sua terra. Um filme está em curso para relatar tais emoções, sob a direção de Tarcísio Gurgel, pela TV-MP.

 

2

Número: 68

Título: EMMANUEL VIVE!

Ano: 1992

Produção: TV MEMÓRIA POPULAR

Local: RN

Tempo: 7

Gravação: NTSC

· Versão número hum de um vídeo sobre a vida de Emmanuel Bezerra dos Santos, militante político, poeta e revolucionário morto pela ditadura militar brasileira nos anos 70, feito especialmente para o movimento dos familiares dos mortos e desaparecidos políticos, exibido na Câmara Municipal de São Paulo/SP.

 

2

Número: 93

Título: EM DEFESA DA VIDA

Ano: 1992

Produção: TV LIVRE/CUT-SP

Local: SP

Tempo: 11

Gravação: NTSC

· Muitas pessoas acham que a pena de morte seria o meio mais eficaz para diminuir a criminalidade. Pura desinformação. Nos países em que a pena de morte capital está em vigor, a criminalidade não diminuiu. Ao contrário, aumentou. No Brasil de hoje, a miséria, os linchamentos e a ação dos chamados justiceiros fazem com que, na prática, a pena de morte já exista. Incrível que num país como o nosso, onde diariamente morrem crianças de desnutrição, coloque-se em pauta a implantação da pena de morte. Estudos de especialistas mostram que as vítimas da pena de morte quase sempre fazem parte de minorias raciais ou de parcelas mais carentes da população. Enquanto isso, corruptos governamentais ou privados no Brasil nem mesmo chegam perto da prisão. Este vídeo, fundamentado em dados concretos e irrefutáveis, não pretende ser imparcial. Ele toma partido, mostra que, no Brasil, poucos anos antes do século XXI, o mais importante e necessário é discutir a vida – garantindo a milhões de pessoas o direito de viver com dignidade.

 

2

Número: 132

Título: ATIPANAKUY

Ano: 1991

Produção: INST. APOYO AGRÁRIO

Local: Peru

Tempo: 24

Gravação: NTSC

· Registro e análise de diversas formas de violência que a população peruana tem vivido na década de 80. 5º programa da fita.

 

2

Número: 134

Título: HUELLAS DE SAL

Ano: 1991

Produção: VARGAS, ANDRÉS

Local: Chile

Tempo: 14

Gravação: NTSC

· No período da ditadura de Pinochet, milhares de pessoas desapareceram. Este vídeo retrata a luta e a dor daqueles que continuam buscando localizar seus entes queridos. 4º programa da fita.

 

2

Número: 139

Título: BOI DE PIRANHA – PRA QUE PENA DE MORTE?

Ano: 1992

Produção: NOSSO CHÃO PROD.

Local: CE

Tempo: 19

Gravação: NTSC

· O vídeo “Boi de Piranha” é uma contribuição para o debate em razão do plebiscito que visa dar o sim ou o não à pena de morte. Neste vídeo, a questão é tratada a partir de entrevistas com o povo, nas ruas de Fortaleza e na opinião de alguns presidiários. A colaboração do psicólogo, dos parlamentares e dos religiosos ajudam a aprofundar a questão. A palavra final do Cardeal D. Aloísio Lorcheider conclama todos para um amplo debate, a fim de que acima do medo da violência e do sentimento de justiça, prevaleça o valor intocável da vida humana.

 

2

Número: 141

Título: VÍDEO DO 7º ENCONTRO DO MNDH

Ano: 1992

Produção: TV MEMÓRIA POPULAR

Local: RN

Tempo: 18

Gravação: NTSC

· Depoimentos, testemunhos, avaliações, palestras, enfoques densos a respeito da questão dos Direitos Humanos, perpassando em todo o registro do Encontro um renovado sentimento de fé e mais do que isto: a certeza de que a luta pelos direitos humanos num país como o Brasil torna-se um compromisso integral e um permanente desafio para os que nela se engajam. Um momento particularmente belo é o da festa de entrega do Prêmio Nacional dos Direitos Humanos ao teólogo Frei Leonardo Boff, contando com as presenças de Luis Inácio Lula da Silva, Vicentinho, entre outros. Documentário para ver, refletir e renovar-se na luta pela vida com dignidade.

 

2

Número: 144

Título: EXÓTICA LIBERDADE

Ano:

Produção: TELEVIVA

Local: RS

Tempo: 19

Gravação: NTSC

 

2

Número: 144

Título: TODOS QUE LUTAM, A

Ano: 1993

Produção: TVT

Local: SP

Tempo: 9

Gravação: NTSC

 

2

Número: 158

Título: JOGO DE RUA

Ano: 1994

Produção: CESEP

Local: SE

Tempo: 50

Gravação: NTSC

· Garotos de um bairro periférico de Aracaju são os argumentistas e atores desta ficção que trata do cotidiano, da família, do trabalho, da marginalidade e da violência.

 

2

Número: 177

Título: HOMENS DE RUA

Ano: 1991

Produção: TAPIRI VÍDEO

Local: SP

Tempo: 30

Gravação: NTSC

· A rua abriga e agride, reproduz e destrói a vida de milhares de homens e mulheres que dia-a-dia perdem seus empregos, suas origens, seus afetos e a identidade.

 

2

Número: 188

Título: JUDICIÁRIO, UMA PROMESSA VAZIA?

Ano: 1992

Produção: TV VIVA

Local: span style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">PE

Tempo: 10

Gravação: NTSC

· Documentário sobre a lentidão do Poder Judiciário na resolução dos casos que envolvem a população de baixa renda, denunciados por várias entidades comunitárias nas áreas de atuação do MNDH em Recife.

 

2

Número: 112

Título: PEIXE-BOI MARINHO

Ano: 1992

Produção:

Local: PB

Tempo: 25

Gravação: NTSC

 

2

Número: 207

Título: CAMINHO DA LIBERDADE É, O

Ano: 1992

Produção: FANTASMA VÍDEO

Local: SP

Tempo: 33

Gravação: NTSC

· Experiência de alfabetização pelo método construtivista, com apoio da secretaria municipal de educação. Feito por grupo do Movimento Popular, na periferia da capital paulista.

 

2

Número:

Título: E DAÍ? OS DIREITOS HUMANOS NO PICADEIRO

Ano:

Produção: NOSSO CHÃO VÍDEO

Local:

Tempo: 17:30

Gravação: VHS/NTSC

· Documentário abordando a importância dos direitos fundamentais da pessoa humana a partir de depoimentos de pessoas agredidas em seus direitos. conduzido por personagens circenses que descrevem alguns dos principais direitos assegurados pela ONU em 1948. Também são abordados preconceitos que contribuem para a 慣㩬䐠敔灭㩯 dos Direitos Humanos. “E Daí” é um convite ao debate: o apresentador do circo fala sério quando pergunta: “Será truque, será brincadeira?”. Tire você suas próprias conclusões

 

Volta inicial

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar