Sociedade Civil
 Midia
 Executivo
 Legislativo
 Judiciário
 Ministério Público
 Educação EDH
 Arte e Cultura
 Memória Histórica
 Central de Denúncias
 Rede Lusófona
 Rede Brasil
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique
 Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 
CNDH – Comissão Nacional de Direitos Humanos de Cabo Verde

Ministério da Justiça e Administração Interna

COMITÉ NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS


ACTA REUNIÃO CNDH DE 10/07/02

Ao  dez do mês de Julho corrente, do ano dois mil e dois,   pelas nove horas, no Sala  de Reunião do Ministério de Justiça e Administração Interna, realizou a Reunião proposta  de um Metodologia e estratégia para a Elaboração de um Plano Nacional de Acção dos Direitos Humanos em Cabo Verde, com a seguinte Ordem dos Trabalhos:

 

Ponto 1. Balanço do seminário de metodologia

Ponto 2. Preparação das missões aos municípios

Ponto 3. Relatório sobre a discriminação racial

Ponto 4. Relatório sobre a mulher

Ponto 5. Regulamento interno do CNDH

Ponto 6. Programa de actividades do CNDH

Ponto 7. Diversos

 

PRESENTES:

Dr.ª Cristina Fontes – Ministra da Justiça e Administração Interna

Dr.ª Vera Duarte – Coordenadora do CNDH       

Dr. Manuel Faustino – Presidente da Associação Zé Moniz

Dr. Rosendo Pires Ferreira – Presidente da Associação “A Ponte”

Dr. Franklim Furtado – Procurador-Geral Adjunto da Republica

Dr. Lúcio Rodrigues – Presidente AMIGUI

Dr.ª Lídia Sancha – Chefe Departamento DIH Cruz Vermelha                                     

Dr.ª Maria Mendonça Semedo – Técnica MNE

Dr.ª Paula de Azevedo Ramos – ICM

Dr.ª Angela Araújo - OMCV

Dr.

Dr.

A abertura da reunião foi presidida pela Sr.ª Ministra da Justiça e Administração Interna congratulando a presença dos participantes e demonstrando a grande necessidade e importância de ter um plano nacional de direitos humanos em Cabo Verde. 

         De seguida tomou a palavra a coordenadora do CNDH, Dr.ª Vera Duarte, que fazendo um recapitulação do que foi concluído no seminário ocorrido em junho passado na Assembleia Nacional, sobre a metodologia para o evento, e tendo em conta os documentos de base necessários enviados para consulta aos participantes, continuou o debate, revelando a importância da execução do plano com base ao Ordem de Trabalhos, esperando a colaboração e opinião de todos sobre a elaboração, apresentação e aprovação final do PNADH.

            Assim sendo, discutiram sobre o lançamento de uma campanha para informação sobre o Comité e o processo de elaboração do plano, quem deve anunciar oficialmente o PNADH, quem faz as intervenções, meios de divulgações, colaboração e contactos dos pontos focais etc.

            Foi sublinhado a concretização do anteprojecto, criado pelo Comité e os seus membros,  da sua apresentação e aprovação final. Informou-se da realização das visitas aos municípios do país para a realizações dos seminários com objectivo da sua apresentação e recolhe de dados sobre diversos casos existentes na violação dos direitos humanos.

            De um modo geral, e em comum acordo, o problema e visto com a raiz na família onde não são preservado o direito da família e que a partir de lá vem dando o que a nossa sociedade vive hoje em dia. Outros elementos fundamentais foram realçados, principalmente a violação dos direitos humanos em Cabo Verde que persiste e que a forma de o atenuar ainda não de desvenda no seio do governo.

As entidades que lidem com o problemático dos reclusos, mencionaram o fraco desempenho dos responsáveis e a realidade das prisões, onde exige uma actuação urgente perante os reclusos, para melhorar suas condições apesar da punição recebido pelo tribunal, principalmente no que diz respeito ao higiene, saúde, alimentação e comodidade.

Desse ponto de informação e formação foi criado um grupo de comissão composto por 4 técnicos sendo, o Dr., Faustino, O Dr. Furtado, o Dr. Rosendo e a Dr.ª Angela, para fazer uma pesquisa aprofundada tendo já em conta a suas integrações na matéria e depois apresentar um relatório final dos sucedidos nas cadeias ao Comité.

Na perspectiva de resolução urgente e tendo em conta o prazo para a elaboração do Plano Nacional de Acção de Direitos Humanos em Cabo Verde, deu-se por encerrado a Reunião de Metodologia para Elaboração do plano, quando eram já doze horas e vinte cinco minutos do dia dez de Julho de dois mil e dois.

Para constar se lavrou a presente acta que depois de lida e aprovada vai ser assinada pelos intervenientes na referida Reunião.


Página Inicial - Direitos Humanos para todos os Caboverdeanos - Contato
Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055-84-3221-5932 / 3211-5428 - Skype:direitoshumanos - dhnet@dhnet.org.br
Linha do Tempo
MNDH
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
Curso de Agentes da Cidadania Direitos Humanos
Comitês de Educação em Direitos Humanos Estaduais
Rede Brasil de Direitos Humanos
Redes Estaduais de Direitos Humanos
Rede Estadual de Direitos Humanos Rio Grande do Norte
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Rede Lusófona de Direitos Humanos