Apresentação
 Trajetória de Vida
 Escritos & Reflexões
 Atuação Jurídica
 ABC Vítimas da Ditadura
 Matérias na Mídia
 Correspondências
 Processos
 Arquivos Multimedia
 Galeria Virtual
 Acervo Mércia
 Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Rede Brasil
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Rede Lusófona
 Rede Mercosul


      FACULDADE DE ODONTOLOGIA

 

Of. Nº 73/69

Exmo. Sr. Ministro da Educação e Cultura: 

Em cumprimento à solicitação contida no telegrama nº 2767, de 16/5/69, remetemos a V.Exa. os autos do processo mandado instaurar contra alunos subversivos desta Faculdade.

Devemos esclarecer a V.Exa. que os alunos considerados sem culpa, foram readmitidos ao âmbito da Faculdade:

a) Por sugestão direta do IV Exército que, examinando o processo, não encontrou provas testemunhais bastante para incriminá-los.

b) Que esse exame pelas autoridades militares fora por nós solicitado, uma vez que, pressões as mais diversas foram exercidas no sentido de absolver todos os indiciados.

c) Essa nossa solicitação decorreu do fato de ter o IV Exército pleno conhecimento das atividades subversivas dos indiciados, através do seu serviço secreto, como o tinham as demais autoridades, por comunicação direta do Diretor da Faculdade.

No processo constam, juntados pelo advogado da defesa – Comunista notório, fichada no Exército, no Serviço Nacional de Informações e Polícia Federal – documentos graciosos, contendo reconhecimento de firma recente, com o objetivo único de desgastar, perante as autoridades, o Diretor da Faculdade.

O Magnífico Reitor da Universidade Federal de Pernambuco foi cientificado do que ocorrera durante toda a fase de processo sumário e de seus resultados, dando sempre ao Diretor da Faculdade, integral apoio.

Cabe agora a V.Exa. a palavra final sobre a nossa atitude, que outro objetivo não teve, senão, servir à ordem, à disciplina, à Democracia e ao Brasil.

Colhemos a oportunidade para apresentar a V.Exa. os protestos de alta estima e distinta consideração.

 

HENRIQUE FREIRE DE BARROS


SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

PERNAMBUCO

DELEGACIA DE SEGURANÇA SOCIAL

 

DIÁRIO DE PERNAMBUCO DE 17 DE MAIO DE 1969

“ESCOLA SUPERIOR DE VETERINÁRIA DA UFRP

CANCELA A MATRÍCULA DE 15 ALUNOS”

 

JOSÉ MOURA E FONTES – Prontuário n. 18.570

(ex-presidente do DCE)

SANDINO ALBUQUERQUE FERREIRA – Prontuário n.

(ex-presidente do D.A.)

JOSÉ GOMES DE LIMA – Prontuário n. 18.523

JAILTON BALBINO DOS SANTOS – Prontuário n.

GREGÓRIO ISSAC DE MACEDO – Prontuário n.

VERAMILTON ALMEIDA DA SILVA – Prontuário n. 18.161

GERALDO PAIS DE VASCONCELOS – Prontuário n.

GLAUCO AUGUSTO DUQUE PORTO ou PROTO – Prontuário n.

ALBERTO SOARES DA SILVA – Prontuário n.

ANTONIO DE OLIVEIRA – Prontuário n.

RELUCIO JOSÉ PINHEIRO DE MENDONÇA  – Prontuário n.

PAULO EDUARDO DE ANDRADE – Prontuário n.

ROBERTO LEITE TARGINO – Prontuário n.

JOAQUIM XAVIER DE ARAÚJO – Prontuário n.

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055-84-3221-5932 / 3211-5428 - Skype: direitoshumanos - dhnet@dhnet.org.br
Google
Notícias de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
MNDH
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Comitês de Educação em Direitos Humanos Estaduais
Rede Brasil de Direitos Humanos
Redes Estaduais de Direitos Humanos
Rede Estadual de Direitos Humanos Rio Grande do Norte
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Rede Lusófona de Direitos Humanos